Estilos de Decoração - Descubra o seu

Você sabe qual o seu estilo de decoração? Conhecer o nosso estilo é o primeiro passo para sabermos como decorar um ambiente e não errar na escolha das cores, materiais e objetos.

Hoje, no Blog Casa com Afeto, vamos aprender sobre os principais estilos de decoração. Eu, Marcela Bonacorci, vou te mostrar as principais características, o que deve ter ou não na composição de um ambiente. Descubra qual o seu estilo preferido e saiba como não errar na sua decoração.


Sempre gostei de decoração e muito antes de estudar e me formar em design de interiores gostava de compor os espaços da minha casa. Ah, sabe como é, a nossa primeira casa é sempre uma alegria começar a decorar. Mas, mesmo antes disso, quando ainda morava com meus pais, e meu espaço de atuação se limitava ao meu quarto, gostava de mudar os móveis de lugar o tempo todo, criando cenários novos. Porém, um erro que cometia, erro de principiante, e que conversando com meus clientes, vejo que é corriqueiro, era não conhecer de fato o estilo que queria imperar no ambiente. E sem entender onde queria chegar, acabava comprando móveis ou até mesmo objetos por gostar deles, mas depois eles não mais combinavam e conversavam com o restante da decoração.

Por isso, a primeira dica que quero passar é: saiba onde você quer chegar. Tenha em mente como você irá compor o seu ambiente. E lógico, quando entendemos o estilo da decoração que gostamos mais, fica ainda mais fácil saber onde chegar. O que quero dizer com isso é para você, sabendo o seu estilo, ter em mente, e vale aqui também desenhar e colocar a ideia no papel, tudo o que você gostaria que tivesse no seu espaço, como móveis, cores e até os objetos de decoração. E tudo bem se você não vai conseguir agora ter tudo o que pretende, mas tendo a ideia do todo, você já pode ir decorando sua casa, sem se perder, e sem comprar algo que depois vai se arrepender. Assim, você cria um planejamento da composição do seu ambiente, e aos poucos vai deixando tudo em harmonia com a sua ideia inicial. E de acordo com sua personalidade e gosto.


Lógico, que durante o processo você pode encontrar, por aí, algo que chame a sua atenção, que você goste, e sabendo como é a decoração do seu espaço, mesmo que ela ainda não esteja concluída, você já vai saber se irá ou não combinar com o que você almeja. Fica muito mais fácil, assim, você não comprar nada que depois irá virar um elefante branco na sua casa.


Selecionei alguns estilos de decoração para analisarmos suas características e aprender mais sobre eles. E tudo bem se você ficar em dúvida entre dois ou mais estilos, é normal. Além disso, analisando as imagens que separei aqui, você vai ver que é difícil classificar um projeto ou ambiente em um único estilo, mesmo porque, muitas vezes eles se misturam mesmo. Porém, entendendo algumas tendências decorativas conseguimos ter mais critérios para a composição de um ambiente, ou até mesmo explicar as nossas preferências a um profissional. E não existe o melhor ou o pior estilo, o mais certo e o mais errado. O que existe é o gosto de cada um, e gosto não se discute. Em todos esses estilos é possível criarmos espaços agradáveis, para todos os ambientes da nossa casa.


1 - ESTILO INDUSTRIAL

Esse estilo está muito em uso ultimamente. Ideal para quem gosta de simplicidade e modernidade. Teve origem, nas décadas de 60 e 70, quando os espaços industriais de Nova Iorque foram adaptados para se tornarem residências, os conhecidos lofts urbanos. Com isso as características desses ambientes foram determinantes para compor o estilo, como ter janelas grandes, aproveitar melhor a luz natural e deixar a mostra tubulações, vigas, colunas e algumas irregularidades nas texturas, paredes e materiais. Esse estilo se comporta melhor para espaços integrados, onde não há parede para dividir os ambientes, essa divisão é feita com os próprios móveis.

Estilo Industrial - Fonte Pinterest

Esse estilo é o equilíbrio entre o rude e o fabuloso e que evoque, como bem diz o nome, uma atmosfera industrial, aprofundando os padrões urbanos e vertiginosos das grandes cidades. Aqui, a ideia é realçar a estrutura do próprio edifício e deixar à mostra seus desgastes e algumas imperfeições. E ele aceita muito bem a mistura com outros estilos.


- Cor: cores neutras e sólidas, com predominância do preto, branco e ou cinza. A cor fica em segundo plano, sendo discreta, com o objetivo de realçar a estrutura do espaço.


- Materiais: uso de metal, madeira virgem, couro, aço, cimento, azulejos, vidro, alumínio e materiais recicláveis. Com texturas que vão do algodão ao linho.


- Móveis e objetos: o design dos móveis é simples e com característica bruta. Eles são importantes para trazer um clima de aconchego ao espaço.

Estilo Industrial - Fonte: Pinterest

2 - ESTILO RÚSTICO

Esse estilo é para os amantes da natureza, que priorizam tudo o que é natural. Remete a ideia do campo, casas campestres e de aldeias, mas pode ser muito bem adaptados para os ambientes urbanos. Sua intenção é deixar o ambiente mais aquecido, aconchegante e tranquilo. E para trazê-lo para as grandes cidades, basta acrescentar elementos modernos, a partir dos desenhos dos móveis ou suavizando suas linhas.

Estilo Rústico - Fonte: Pinterest

Tudo o que remeter a natureza e ao natural pode entrar nesse estilo. Aqui é muito utilizado peça artesanais, com histórias para contar e que traga um ar de nostalgia. Esse estilo se aproxima mais do tradicional e é um convite para a família entrar e se aconchegar. A luz natural, lógico, que tem que ser valorizada. Mas você pode fazer uso de luminárias com luzes amarelas, quer aconchego e calor maior?


- Cor: tudo o que remete a natureza, que traga uma sensação de aconchego e que esquenta. Os tons terrosos são sem dúvida o ponto alto, como vermelho, laranja, terracota, castanho e bege. O branco também é usado, mas com a intenção de realçar alguns pontos.


- Materiais: madeira, pedras, fibra natural, ferro, vime, cerâmica, couro e cimento queimado.


Para se fazer valer do natural, pode-se deixar as vigas à mostra, pedras e tijolos aparentes nas paredes, móveis com diferentes tons de madeira e fibra natural trançada, vasos, folhagens secas, espelhos com molduras envelhecidas e no chão o uso de laminados de madeira, pedras, cimento queimado e porcelanato.

Estilo Rústico - Fonte: Pinterest

3 - ESTILO ESCANDINAVO

Esse estilo teve origem no início do século XX, vindo dos países nórdicos, como Suécia, Noruega, Finlândia e Dinamarca. Suas máximas são simplicidade, conforto e funcionalidade. Suas características são marcadas pelo clima e paisagem dos seus países de origem. Com dias curtos, trazer luz para dentro de casa é fundamental, a luz natural e luminárias e abajur são valorizados. Além disso, para não escurecer o ambiente, a claridade em todos os móveis, texturas e cor é imprescindível. O espaço tem que ser clean, apostando em poucos móveis, tudo tem que ser funcional, aqui a ideia do minimalismo ganha força e destaque. Os móveis têm linhas retas e simples. A cor branca impera por todos os lados, se for usar cor é muito pouco e só em alguns detalhes e pode apostar em móveis ou piso de madeira se quiser quebrar um pouco do branco. A madeira, inclusive já ajuda a trazer aspectos da natureza para dentro do ambiente, outra característica marcante desse estilo. Os ambientes trazem uma sensação de conforto, mesclando o tradicional e o contemporâneo.

Estilo Escandinavo - Fonte: Pinterest

- Cor: branco, seguido de tons claros e cinzentos.


- Materiais: elementos naturais, madeira, vidro, cerâmica, plantas, lã, linho e algodão.

Estilo Escandinavo - Fonte: Pinterest

4 - ESTILO VINTAGE OU RETRÔ

Esse estilo de decoração é um convite para viajar no tempo, voltando ao passado e sem sair de casa. O romantismo e os anos 50, 60 e 70 imperam por aqui. Só temos que tomar cuidado para não abusar demais, e ao invés de criar um ambiente retrô harmonioso, teremos uma decoração do século passado.

Estilo Vintage - Fonte: Pinterest

Aqui, vamos usar objetos antigos, abusar do que foi tendência no passado. Trazendo alegria, nostalgia, versatilidade e charme através de diferentes objetos. A ideia é reutilizar objetos clássicos, que até já podemos ter em casa.


- Cor: o colorido aqui é bem-vindo. Sendo muito usado o laranja, amarelo, rosa, verde e azul, podendo usar também cores em tons pastéis. Mas cuidado, para não abusar das cores e deixar o espaço cansativo, busque sempre pela harmonia.


- Móveis e objetos: objetos e móveis antigos ou que fazem uma releitura do que já foi usado em outros tempos. Aqui, as linhas são retas, simples, com pés pontiagudos, superfícies lisas e brilhantes. Pode apostar em sofás longos, poltronas e cadeiras arredondadas e coloridas e almofadas estampadas. Se você gosta de garimpar coisas por aí, esse é seu estilo. E pode lotar as paredes de quadros.


- Flores e estampas florais é muito usado, trazendo a ideia de romantismo, própria desse estilo. Que pode ser usado tanto em tecidos, como revestimento de paredes e em objetos como baús, cestos e caixas. Além de objetos antigos, nesse estilo podemos nos valer de espelhos com molduras trabalhadas na cor dourada ou em bronze.

Estilo Vintage - Fonte: Pinterest

Se você quer ter um ambiente que siga as tendências da decoração, mas quer evitar fazer manutenções em curto espaço de tempo, pode apostar nesse estilo. E ele ainda vai te oferecer uma sensação prazerosa de aconchego e bem-estar.


5 - ESTILO POP ART

A ideia desse estilo é transmitir alegria, humor e alto astral. O termo Pop Art é a abreviação de Popular Art. Esse estilo teve origem na Inglaterra e nos Estados Unidos, na década de 60. Foi uma arte de gráficos, iniciou na publicidade, desenho industrial, nos cartazes e nas revistas ilustradas. Ela transformou o que era considerado vulgar em refinado, aproximando a arte da massa popular.

Estilo Pop Art - Fonte: Pinterest

Na decoração, esse movimento artístico atrevido, utiliza imagens da cultura popular da época. A cor é o elemento importante nesse estilo, podendo abusar de cores vivas e brilhantes. Assim, como de estampados gráficos, pôsteres e quadros.


- Cor: cores chamativas, vivas e brilhantes.


- Materiais: o plástico é o mais importante desse estilo.


Esse estilo aceita os contrastes e é muito mais fácil de combinar com outras decorações. Podendo abusar do humor e do alto astral.

Estilo Pop Art - Fonte: Pinterest

6 - ESTILO CLÁSSICO

Esse estilo é o mais tradicional e aquele que nunca sai de moda. Surgiu na antiguidade, no período grego e romano. Hoje, ganhou nova releitura combinando com o moderno e sendo muito utilizado. Seus traços rebuscados, com excesso de curvas e detalhes requintados são características desse estilo, muito bem vindos para espaços amplos. A tradição aparece nos móveis, geralmente de madeira, rústico, com medidas grandes, ricos em detalhes, curvas estilosas e pés torneados.

Estilo Clássico - Fonte: Pinterest

- Cor: as cores fortes desse estilo são o preto, vinho, azul-marinho, verde escuro, prateado e dourado. E para dar mais leveza e sofisticação ao espaço algumas cores claras são usadas como o branco, creme, rosa claro, e tons de castanho.


- Materiais: madeira esculpida e em tonalidades mais escuras, mármore, porcelanas, cristais, objetos de prata e bronze.


Os objetos têm destaque e podem ser usados sem parcimônia. Como candelabros, arranjos florais grandiosos e espelhos, de preferência com molduras curvas e trabalhadas. A iluminação aqui, pode ser mais branda e para relembrar velhos tempos, com coloração mais amarelada. Os tecidos e texturas tem que ser pomposos, podendo ser lisos, listrados e de florais. Seda e veludo são muito usados para compor essa decoração. Não pode faltar nesse estilo cortinas e tapetes, que sempre são volumosos.

Estilo Clássico - Fonte: Pinterest

7 - ESTILO ORIENTAL

Esse estilo é voltado para quem tem ligação com os países orientais ou seguem sua filosofia da busca por tranquilidade e positividade. A decoração deve transmitir sempre a sensação de paz, leveza, harmonia e coragem. Sua inspiração pode ser chinesa, japonesa e até tailandesa. Você pode usar na decoração budas, guerreiros e materiais naturais. Os móveis são baixos e as cores são fortes para trazer energias positivas, como o vermelho e dourado. O equilíbrio é fundamental nesse estilo, por isso, cuidado para dispor dos elementos, objetos, cores e móveis, uma vez que a harmonia deve ser preservada. Alguns pontos para destacar são:

Estilo Oriental - Fonte: Pinterest

- Na inspiração chinesa: usar itens de bambu, futton, gravuras de guerreiros e samurais.


- Na inspiração japonesa: impera por aqui a ideia do minimalismo, com a utilização de poucos móveis e objetos, mantendo só o que é funcional. As cores aqui podem ser mais neutras.


- Na inspiração tailandesa: o uso de cores é mais intenso, misturado com o estilo rústico, usando muita madeira, acabamento com rattan, tecidos e texturas estampadas, com cores fortes. Muito comum a utilização de sobreposição de tapetes. Tendo muita influência a cultura chinesa e a indígena. O budismo é muito presente também, sendo comum a figura do buda na decoração.

Estilo Oriental - Fonte: Pinterest

8 - ESTILO MODERNO

Esse é o estilo mais versátil, combina muito bem com a maioria dos outros estilos e é muito fácil de adaptá-lo para pequenos, médios e grandes espaços. Teve sua origem no começo do século XX. Aqui as palavras de força são simplicidade e praticidade. Os móveis têm linhas retas e simples, cores sóbrias, brilhantes e lisas. Esse estilo pode ser muito confundido com o minimalismo, mas a diferença é que você pode usar mais cores e objetos por aqui, mas tudo que seja funcional. Se você gosta de estampas, então esse com certeza não é seu estilo. As texturas são sempre em cores sólidas. Muita luz é bem-vinda, com iluminação direta e indireta, cor branca e de LED é bem característico.

Estilo Moderno - Fonte: Pinterest

- Cor: preto e branco e só alguns poucos pontos com cor.


- Materiais: madeira, vidro, couro, aço, estrutura e pés de móveis cromados.

Estilo Moderno - Fonte: Pinterest

E aí, já deu para saber qual o seu estilo ou quais os seus estilos? Te convido a ir até o nosso canal do Youtube e ver essa nossa matéria, lá estou mostrando mais imagens para te inspirar e analiso cada uma com mais detalhes. E você vai perceber que é muito comum a mistura de estilos. O importante é você buscar pela harmonia, leveza do espaço e uma sensação que te agrade. Ainda falaremos muito mais sobre decoração, estilo e design de interiores aqui na Casa com Afeto, mas qualquer dúvida é só falar comigo. Pode ser por aqui, pelas nossas redes sociais ou no nosso canal do YouTube. Estou sempre te esperando e querendo saber mais sobre suas dúvidas, ideias e se você está gostando da nossa Casa com Afeto, a sua conexão de amor e carinho com a sua casa.


Veja o vídeo dessa matéria no nosso canal do YouTube.


O que você achou desse post do Blog Casa com Afeto? Gostou do nosso pão? Ficou com alguma dúvida? Qual a sua maior dificuldade na cozinha? Deixe seu comentário aqui. Aproveite e curta a página da Casa com Afeto no Facebook, siga a Casa com Afeto no Instagram e se inscreva no canal do YouTube. E conheça também a BonaBelle Design & Organização.


Marcela Bonacorci é designer de interiores, personal organizer, na empresa BonaBelle Design & Organização, administradora de empresas e professora de dança. Ela é criadora da Casa com Afeto e desenvolve artigos e matérias para fazer com que todos possam criar uma verdadeira conexão de amor e carinho com suas casas.

Tags: Marcela Bonacorci Casa com Afeto Decoração Estilo de Decoração Estilo Industrial Estilo Rústico Estilo Escandinavo Estilo Vintage Estilo Retrô Estilo Pop Art Estilo Clássico Estilo Oriental Estilo Moderno

Receba nossas novidades

Blog da BonaBelle Design & Organização

Siga a BonaBelle

  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook

Siga a Marcela Bonacorci

  • Instagram
  • Facebook

Siga a Casa Com Afeto 

  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook
  • Pinterest

Sua conexão de amor e carinho  com a sua casa!

© 2020 criado por Marcela Bonacorci